Mixtape #02 – 00’s kid

A playlist de hoje é sobre anos 2000 e uma reflexão sobre meu gosto musical duvidoso.

Meus tipos preferidos de música são as músicas que foram lançadas antes de 2013, desse modo, eu acabo ouvindo sempre as mesmas faixas só pelo apego nostálgico mesmo. Eu parei para refletir que meu gosto musical foi todo construído em cima dos dvd’s piratas com coletâneas de clipes r&b e filmes americanos (principalmente aqueles com temática high school).

Resultado de imagem para dvd piratas

Gosto musical financiando a pirataria

Leia mais »

Anúncios

Desenhos animados são formas criativas de adultos lidarem com suas faculdades mentais em colapso, e eu tenho provas.

Analisando minha vida como um todo eu posso tranquilamente me considerar uma pessoa que sempre gostou de desenhos animados, uma eterna criança poderia por assim dizer. Só que a frequência em assistir esse gênero diminuiu ao longo dos anos e se antes eu assistia de forma despretensiosa entre a chegada da escola e almoço,  nos sábados de manhã ou sempre quando uma nova animação estreava nos cinemas, hoje,  as que assisto tem uma pitada de humor ácido e reflexões sobre a vida que definitivamente eu preciso ouvir, e provavelmente você também.

Resultado de imagem para tv globinho

Saudades do meu ex.

Sempre gostei de por exemplo, os Simpsons mas nunca entendi a complexidade dos personagens até crescer um porquinho e perceber que só porque é um desenho animado não quer dizer que ele é feito para uma criança entender. A verdade é que sempre vai ter um detalhe obscuro ali que nenhuma criança (e adultos) conseguiriam lidar se fosse uma live action, acho que a animação transforma a realidade um pouco mas tragável (quem nunca ouviu sobre as teorias de conspiração em A Caverna do Dragão?) Leia mais »

Sobre dores não curadas e meu pé que ainda dói

*A palavra dor, será muito utilizada nessa reflexão, pseudo-potoca, sem responsabilidade alguma com o peso linguístico.

Um dia desses em uma andança por um local pouco iluminado, despercebida eu pisei em falso no degrau de uma escada muito da mal projetada inclusive (beijos arquitetos, engenheiros e pedreiros responsáveis) e lesionei meu pé.

Fiquei 1/2 dia mancado, achei que tava de boa

Leia mais »

Mixtape #01 – Sonzinho Bão

Domingo, dia oficial da preguiça (na minha vida) e hoje foi dia de dar um tapa na beleza, aquela hidratada marota no cabelo e passar máscara de argila verde no rosto, o que me lembra que isso dá uma ótima pauta.

giphy-12.gifÉ disso que eu estou falando

Enquanto eu fazia todo o ritual de beleza (como diz minha amiga Beyoncé, a beleza dói) coloquei meu chamado Sonzinho Bão pra tocar enquanto passava o tempo.  A Mixtape #01 vem então pra abrir a sessão de música desse blog e é especial pra mim porque é a  aquela playlist que eu gosto de colocar no último volume e soltar a cantora que existe dentro de mim.Leia mais »

Inquietudes. A intro.

Sabe naqueles álbuns de nossos cantores favoritos que sempre tem a intro instrumental de 0:30 que basicamente só servem pra nos fazer pular de faixa? Então, é sobre isso esse post.

Inquietudes porque no alto dos meus 24 eu penso muita coisa ao mesmo tempo e eu, que desde os 12 estou em um relacionamento de idas e vindas com o mundo de blogs senti a necessidade de tentar mais uma vez, depois de muitas tentativas nos últimos 12 anos (12 fucking anos tentando fazer um blog continuar vivo por mais de 2 meses. 12 ANOS!). Inquietudes porque eu tenho algumas coisas a serem ditas e é desperdício de sanidade mental mantê-las só pra mim.

Eu tenho um histórico de desistências desde a infância, e bom, eu tenho orgulho de algumas coisas que eu consegui não desistir (lê-se faculdade e academia) e pensei: “Se minha frequência de desistências tem diminuido, por que não tentar um blog mais uma vez? Está tudo ao meu favor dessa vez (risos).

E dessa vez estou começando assim: crua, sem pretensões, sem layout personalizado, sem url descolada, desprendida, no ápice da minha maturidade (a que eu acho que eu tenho). Eu aprendi que ensaiar demais pra começar as coisas só empaca a gente e assim bem no estilo “se tá como medo vai com medo mesmo” eu começo esse blog.

Imagem relacionadaAssim, só pra começar.